QUINTETO EXPLOSIVO


Uma banda que foge a todas as normas de banda sem normas do mundo musical. É composta por elementos de várias bandas como os Comme Restus, Kalashnikov, Homens da Luta e Noidz.

A sua sonoridade é o resultado da brutal individualidade e loucura sem fronteiras, que pode até chocar os menos sensiveis. 
Lançaram o primeiro trabalho em Setembro de 2014, o “Hinos Politicamente Incorrectos”, o som caracterizado como non-sense, satírico e explosivo, traz tudo que é desagradável num formato bem disposto e alienado. Desde então rodam os palcos, onde espalham boas energias, disposição, cerveja, espécie de música, pessoas, animais e afins.


O Quinteto vem explodir a Edição  2018 do HALLOWEEN ROCK FEST , no dia 31 de ouitubro, no Parque de Exposições de Montijo

q1.jpg
q2.jpg
quinteto explosivo logo.png
logo Earth drive.png
Os Earth Drive, banda formada no Montijo, desde 2007 que viajam por influências cósmicas e transcendentais.
Gravam desde então algumas demos sendo que apenas no final de 2015 sentem o seu trabalho reconhecido e merecem a aposta da Raging Planet para editar o EP "Planet Mantra".
Entre 2016 e 2018 este quarteto do Montijo passou por vários palcos do underground português onde se destacam as presenças no festival Reverence Valada, Under The Doom IV Edition, Sprint to Rock Fest II e VOA Heavy Rock Festival, Festival Woodrock e o Stonefest em Espanha merecendo excelentes review´s quer no âmbito da qualidade da sua performance ao vivo quer relativamente aos seus discos.
Foi editado dia 20 de Outubro de 2017 o primeiro álbum “Stellar Drone” que contou novamente com a confiança da prestigiada e carismática editora portuguesa Raging Planet.
Sentem-se em “Stellar Drone” contrastes de texturas sónicas, drones ancestrais e paredes sonoras monolíticas.
Assumindo um carácter de tonalidades atmosféricas quentes, saturadas e ambientais os Earth Drive, insistem ainda num groove pesado mantendo assim a visceralidade e densidade catártica essencial neste género.
pic 1 ED.jpg
pic 2 ED.jpg
pic 5 ED.jpg
pic 3 ED.jpg
pic 4 ED.jpg
O primeiro longa duração dos Earth Drive chama-se “Stellar Drone” e merece novamente a confiança da prestigiada e carismática editora portuguesa Raging Planet.
Stellar Drone é o primeiro album da banda portuguesa formada em 2007, onde se nota efectivamente a continuação da sua viagem por paisagens terrestres e pelas caóticas e psicadélicas influências cósmicas.
Sentem-se neste trabalho contrastes de texturas sónicas, psicadélicas, drones ancestrais e paredes sonoras monolíticas. Assumindo um carácter de tonalidades atmosféricas e ambientais com uma temperatura quente e saturada, os Earth Drive insistem ainda num groove pesado mantendo assim a sua visceralidade sempre com a densidade catártica essencial neste género.

ALL AGAINST

NOVO lettering All Against preto transpa
Imperativamente, de género definido como banda de Thrash metal, os All Against formaram-se em 2015.
 
Em hoje em dia, contam com um EP “Medusa” e um Cd “Live em Bobadela Vila Rock”
Os All Against trazem as influências da velha escola misturadas com as técnicas de hoje em dia, prometem trazer trash puro e duro ao Halloween Rock Fest
all-against1.jpg
Após os concertos a irreverência do Tio Bocage para animar a festa...
bocage.png

Valoriza-se também neste trabalho o interessante art work realizado em parceria com o artista norte americano Daniel Martin Diaz responsável por trabalhos já efectuados com Maynard James Keenen (Thirty-Three degrees wine brand - hiddenhand.com), Mogway, Calexico, P.O.D.

Durante os anos de 2016/2017 este quarteto do Montijo passou por vários palcos de destaque do espectro underground português, como o festival Reverence Valada, Under The Doom IV Edition, Sprint to Rock Fest II e VOA Heavy Rock Festival, Festival Woodrock e actuou pela primeira ver em Espanha no Stonefest merecendo excelentes review´s quer no âmbito da qualidade da sua performance ao vivo quer relativamente aos discos editados.
Bandas Haloween Rock Fest
(edições anteriores)

A banda, composta por Xana Simões (voz), Luís Cristino (teclas), Mário Sancho (guitarra), Ricardo Ramos (violino), João Maneta (baixo) e João Alves (bateria), apostou num trabalho concetual, que conta a história de Anaia. Uma jovem, que vive, sozinha, numa casa isolada no bosque, olha-se, um dia, a um espelho antigo, e vê a figura de um velho, que lhe estende a mão e a conduz para uma outra dimensão. Aí, conhece personagens fantásticas como o “Louco”, a “Imperatriz”, o “Enforcado”, a “Aranha”, o “Eremita” ou o “Mago”..

                                                                                          História do Projecto

 

«Anaia é uma jovem rapariga que se muda, sozinha, para uma casa no bosque...isolada do mundo, inicia uma viagem por dentro de um universo de coisas estranhas e antigas que vai encontrando pelas várias salas e quartos da casa. No seu próprio quarto, dá por si perante um grande roupeiro de madeira maciça, escura, que lentamente abre, descobrindo no seu interior um pesado espelho, cuja moldura por si só parece transporta-la para outros tempos. Na imagem deste espelho, não se vê refletida mas vê sim a figura de um velho que lhe estende a mão. Tocando-lhe, é de imediato conduzida a uma outra realidade, aquela que se aprisiona dentro do espelho, podendo então ver que o mesmo velho que dentro dele se encontrava está agora no lugar que era dela, com ela trocando e deixando-a aprisionada numa dimensão que não conhece.

Anaia decide avançar e descobrir o que esta nova realidade tem por detrás, iniciando assim uma viagem que a levará a conhecer uma série de personagens, que vão desde o “Enforcado”, ao “Louco”, à “Imperatriz”, à “Aranha”, ao “Eremita” e ao “Mago”...
Com todos eles se depara, confronta, conversa e constrói assim todo um imaginário que a seduz, que a envolve e a faz questionar sobre se, deseja, de facto, regressar ou manter-se para sempre neste mundo fantástico, perante o espanto do “Velho” que se apercebe de tudo o que antes não explorou devidamente.
Caberá às personagens desta realidade por detrás do espelho decidir do futuro de Anaia, acolhendo-a ou recusando-

a...»

 

Informação da banda :

Data de lançamento 15 de março de 2014Género: misto

Webpage:

http://prophet-dream.webnode.pt/

facebook:

https://www.facebook.com/prophet-dream-260476490792891/info/?tab=page_info

E-Mail: prophetdreamproject@gmail.com Tel. 938252434

A jovem banda montijense The Crying Grapes finalizaram agora o seu primeiro EP "Sinceramente" gravado nos estúdios Feedback/Academia JDCR no Montijo. O lançamento do CD, assim como de um VideoClip do tema “Lies, Fools, Boots and Snakes”, está previsto para o próximo mês Novembro.

Entretanto a banda está ansiosa pela apresentação ao vivo dos novos temas estando a preparar a sua agenda de concertos.

The Crying Grapes têm uma sonoridade bluesy, slowcore onde pesa um optimismo e uma atitude rockeira, com musicas que pautam pela simplicidade mas também pela expressividade das suas emoções.

 

Membros:  Vitor Dos Santos- Guitar/Vocals, Ricardo Lopes- Guitar , Filipe Peuch- Bass/Vocals, Helder Fraústo- Drums

Género: Alternative Rock

 

Webpage:

http:// cryinggrapes.pt.vc

facebook:

https://www.facebook.com/crying-grapes-1603406723208005/info/?tab=overview

E-Mail: cryinggrapes@gmail.com

Formados em agosto de 2012 esta banda do Montijo (Setúbal) é composta neste momento pelos elementos: Daniel Vitorino (guitarra e voz), Henrique Vitorino (bateria e coros), Pedro Maceira (guitarra) e Rui Teixeira (baixo).

 

Com um estilo original, a sua música é influenciada maioritariamente pelo rock alternativo, mas também pelo psicadelismo, pop/art rock, post-punk e mesmo pelo heavy metal, principalmente na distorção nas guitarras (que não têm medo de utilizar) e na maneira enérgica como abordam as performances ao vivo. As letras são um ponto essencial da sua música, sendo escritas maioritariamente em português, pese embora a existência de alguns temas em inglês e facilidade que têm em escrever em ambas as linguagens.

 

 Após o lançamento da sua primeira Demo "Pressão" em Fevereiro de 2013, lançaram agora o novo EP MONOMANIA e um VideoClip da música” Eu não quero Voltar”, gravado nos estudios Feedback/AcademiaJDCR, composto por temas que reflectem a personalidade musical da banda, cada uma com as suas especificidades e com a sua identidade própria.

 

É esta existência de diversas facetas musicais, a sua versatilidade e energia que tem permitido aos PERSONA 77 tocarem cada vez mais ao vivo em locais diversos tanto no Montijo e margem sul (Ginásio Clube de Corroios, Cine-Incrível Almadense, entre outros), como em Lisboa (República da Música, Popular Alvalade, etc.). Um dos pontos altos de 2014 foi a atuação na Festa do Avante, após ganharem o concurso de bandas jovens da Festa do Avante.

O seu plano é continuar a espalhar a sua música através de mais concertos ao vivo, com cada vez mais frequência, e conseguir um contrato com uma editora. 

Disponíveis e preparados para dar o próximo passo na sua aventura musical.

 

Webpage:

http://persona77.pt.vu/

facebook:

https://www.facebook.com/personaband1/info/?tab=overview

E-Mail: personaband1@hotmail.com

Tel. 918438999

Finalmente boas noticias, a banda oriunda de Samouco e Montijo “Cães de Guerra” estão de volta aos concertos, depois de um periodo em que ocorreram algumas alterações na formação, a banda surge agora rejuvenescida e com mais um elemento. A banda ficou assim composta por Pedro Veiga (stick) na guitarra, Nuno Thor na bateria, Luis Bordeira no baixo, Sergio Mamen na guitarra e o Luis Matias na voz.

Com mais “power” mas seguindo a mesma linha de sempre assumem-se como uma banda de rock puro, cantado principalmente em português.

“Estaremos de novo onde queremos estar, em cima de um palco a tocar”... é para já a palavra de ordem da banda...Rock On!!!

 

 

Webpage:

http://4caesdeguerra.bandcamp.com/

facebook:

https://www.facebook.com/caesdeguerrabanda/info/?tab=page_info

E-Mail: caesdeguerra.4@gmail.com

Com influências de bandas como METALLICA , TESTAMENT , EXODUS ,NAPALM DEATH , CANNIBAL CORPSE , ou DEICIDE ....SABAKADAVER oferece TEMAS  fortes e de conteúdo musical.

 

SABAKADAVER desafia os limites enquanto permanece fiel às suas raízes METAL.

Em um mundo de imitações e truques SABAKADAVER  leva-te para longe dos clichês DIÁRIOS

E ...deixa-te sentir satisfeito, elevado, E mais poderoso do que nunca.

 

SABAKADAVER não te DÁ escolha a não ser

" Ouvir ruidosamente e dizer aos teus amigos " !!!

 

 

Gênero

THRASH / METAL

Membros DA BANDA : Bruno Fernandes – voz, João Rosado – baixo, Jorge Celestino – guitarra, Pedro Caeiro – bateria e Amilcar Almeida- guitarra.

Naturalidade

MONTIJO -PORTUGAL

 

““Dragon Fire” é um projecto artístico que surgiu em 2013 na cidade de Tomar e tem como principal mentora Rita Miguel.
A sua principal atividade é a Dança e o Fogo - criação/produção de espetáculos e a programação cultural e intercâmbio nacional e internacional.
Desde sempre os movimentos corporais estiveram presentes na evolução humana. A Dança é uma forma de comunicação onde o homem, de forma criativa, se exprime e mostra sentimentos e emoções.
O fogo é o elemento central das coreografias criadas por Rita Miguel para o projecto “Dragon Fire”.
As coreografias pretendem explorar o binómio homem/fogo como elemento aglutinador das diversas áreas artísticas - dança, música, pintura - ao mesmo tempo provocar uma reflexão sobre nós próprios e a nossa relação com o tempo e o espaço.”

 

Da simbiose entre a criança/mulher adulta e no subconsciente a inspiração em Tim Burton, projecto a imagem sempre trajada a rigor consoante o tema, que pode enquadrar as maravilhosas histórias de encantar como a Bela Adormecida, Romeu e Julieta, Cat Woman entre outras.

 

Do circense; Andas (boneca com marioneta, morcego) ou enredada por coreografias de danças com fogo, podendo passar pelo transformismo e/ou figuras estáticas e atualmente em formação em trapézio e tecidos aéreos.

De tudo o que foi exposto, o meu empenho profissional prima essencialmente em ir de encontro do sonho e da ideia de cada pessoa, nos mais variados eventos, sejam eles socioculturais como particulares

 

Nos últimos tempos tenho abraçado um projeto de teatro onde recrio duas personagens históricas de época (Maria Lisboa e “Bruxa Introvertida” na Associação Companhia Livre. 

Em paralelo acumula funções de Assistente de Produção de Cenários e Moda para a “Tito Elbling Light Kreative,”( Projecto que consta num calendário com varias figuras publicas , em que cada uma delas se transforma numa personagem conhecida ou não!. A estar pronto em Novembro.

 

Formadora na área de Pintura e Artes Decorativas para a Iberex.

 

Dragon Fire

Avenida Cândido Madureira nº 52, 2 frente

2300-531 Tomar

Tlm: (+351) 91 215 73 12/(+ 351) 96 875 97 18

Email: rita.margaridamiguel@gmail.com